sábado, 13 de dezembro de 2014

Qual é o meu problema?

Eu conheci alguém,
que cuida da minha dor na garganta

E me abraça
até o corpo doer em resposta

Ele é dono dos olhos mais bonitos
que já me olharam de volta

Eu conheci alguém
que beija
todos os cantos do meu rosto

E nunca quer que eu vá embora

Mas mesmo assim
eu não consigo

Arrumar um final 
satisfatório para este poema.

5 comentários:

  1. Sempre falta algo, não é, Hellen? Mas mesmo assim suas poesias são completas, mesmo sem o final que esperávamos

    ResponderExcluir
  2. Oh Hellen!! Até quando não tem um final satisfatório, teus escritos são surpreendentes.

    Beijoo'o

    ResponderExcluir
  3. Eu sei bem como é essa busca por alguma coisa em alguém que não sabemos bem o que é. Então eu lembro do João e sei que, por mais trágico que possa ser o fim, ele não deixa nada inacabado dentro da gente.

    ResponderExcluir
  4. De todas coisas que possam vir a faltar o final talvez não seja o maior problema deles. Como diria o poeta "seria um jeito de continuarmos"

    ResponderExcluir
  5. A insatisfação é o que gera toda sua poesia.

    ResponderExcluir