terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Isso nunca vai ter um título

Preferiria conhecer o cheiro 
de mil corpos queimados 
do que seu aroma de paz pela manhã 
enquanto se revira na cama
Você é mesmo tudo o que eu quis encontrar
E foi você quem me encontrou
No meio daquela festa chata
com pessoas bêbadas e ridículas
Gente tão rasa 
quanto àquela piscina de bolinhas
do último aniversário infantil que fui e nem lembro
Nós somos tão infantis gostando um do outro
Porque somos verdadeiros e desastrados
E tudo deveria ser assim
Preferiria me entupir de brigadeiros
do que beijar a sua boca
A glicose seria menor
e a paixão também
Você fode minha cabeça
Você me fode toda
E eu ainda penso em fugir contigo
Calcinha jogada no chão
Coração repousando na cama
E tudo é nada
Eu ainda consigo ser tu
Só por lhe ter dentro de mim
Já lhe disse 
que tenho medo do medo?
Se eu não te ver mais,
como me verei de novo?
Somos aquela imagem que o teu espelho repete,
eu te abraçando com medo 
antes de ir embora
Vou para casa e tu ainda continuas em mim
Te vi domingo e parece que foi há milênios
Vou plagiar Hilda Hilst para perguntar:
Há milênios te saberei e nunca vou lhe conhecer?
Quero me conhecer contigo.

5 comentários:

  1. Não tem transfusão que tire amor do coração.

    (Curiosamente ao terminar de ler começou a tocar por aqui"Não me deixe só" - Vanessa da Mata, e conversou com seu poema.)

    ResponderExcluir
  2. Putz, a tua escrita flui tão bem. Lembrei de Eduardo e Mônica, não sei porque, talvez a "festa estranha, com gente esquisita".
    Amar dói, mesmo quando é bonito. A saudade aperta o peito em questão de segundos...

    ResponderExcluir
  3. Também lembrei de Eduardo e Mônica hahaha
    Compreendo, agora Hellen, o motivo de você ter comentado no meu último texto que estava em um dilema. Só quem sente entende, parece que você escreveu o que eu queria ter dito e vice-versa... Que adorável coincidência :-D

    "Se eu não te ver mais,
    como me verei de novo?"
    ...
    "Vou para casa e tu ainda continuas em mim"

    Exatamente o que eu sinto, a diferença é que, no meu caso, o contato ficou só no quase mesmo haha
    Um dia reúno coragem para desvendar os segredos do seu coração, tão parecido com o meu rs
    Beijos

    ResponderExcluir