quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Caso o mundo acabe...

Ria junto comigo de todas as besteiras feitas em nome do amor. Jogue fora os palpites e estende na janela todas as certezas mais bonitas. Ser feliz nunca foi tão fácil. Se o mundo acabar amanhã, me queira bem agora. Não me desprende do coração, e fica mais um pouco. Temos tanto amor ainda. Meu bem, me guarde no intervalo de um suspiro bom. Só hoje, abandona essa inconstância e deixa eu te prever na minha pele. Deixa as roupas espalhadas pela casa e vem logo que o café está quase frio... A chuva chove de uma maneira tão graciosa lá fora, a vontade de um abraço renasce no impulso de nunca querer dizer adeus. Escuta os pingos d'água dançarem no telhado, e deita no meu colo. Sim, é claro que temos tanto amor ainda.  Permita que meus cílios pousem nos teus, se não mais acordarmos... Tá tudo bem, estamos em paz.

4 comentários:

  1. Que lindo, Hellen! Tenho a certeza que o mundo vai renascer encantador amanhã. Prefiro acreditar que uma nova era, de paz, amor e alegria, vá renascer. Aproveito para te desejar um feliz Natal! Um abraço amigo e sincero!

    ResponderExcluir
  2. Bonita a tua reflexão.
    Parabéns, do meu ponto de vista você acertou em muitas coisas.
    Seu blog é fascinante, gostei muito dele e estou seguindo!
    Tenha um final de semana maravilhoso
    E continue sempre postando, vou estar sempre aqui curtindo suas ideias!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. "Permita que os meus cílios pousem nos teus..."

    Divino.

    ResponderExcluir
  4. Quanta ternura em tão poucas palavras... bom, o mundo não acabou, mas se acabasse, seria bom ver o fim chegar nesse aconchego.

    ResponderExcluir