terça-feira, 17 de junho de 2014

Levando apenas esse pouco que não dura

Ontem 
você me deu 
tanto medo, 
por não me dar
um pouco de si. 
Ontem 
eu disse que 
a vida seguiria, 
seguiu sim. 
Só que eu 
parei nessa avenida, 
porque te vi 
no homem 
mais inquieto 
que passou por mim.

[5 de março de 2014]

Título: Vinicius de Moraes





9 comentários:

  1. O ser amado é um eu do outro lado.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Céus, que lindo. Tão poucas palavras e tanto que foi dito.... Tanto que me perco a recordações. Gosto demais dos seus escritos, Hellen. Gosto, gosto, gosto.

    ResponderExcluir
  3. Que passou por mim, e eu queria q me levasse.

    ResponderExcluir
  4. Se ver no outro. Como um espelho. Só que do lado de dentro.

    Bonito! ^^

    ResponderExcluir
  5. No meio da avenida ainda dá para voltar, ou é melhor seguir em frente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Poeta...seguir em frente virou uma necessidade.

      Excluir
  6. A gente lança mão de tantos artifícios pra pessoa errada.
    Pra pessoa certa, também.
    A gente não sabe fazer. Sei lá.

    ResponderExcluir
  7. "Seguir em frente" , "A vida continua", "A fila anda" e tantas outras expressões clichês e banais que convencionamos a usar para disfarçar o abismo sentimental que alguém deixa na gente...mas, "isso passa."

    Muito bom Hellen

    Mudei o link do meu blog:

    http://omundoemcenas.blogspot.com.br/

    Beijos

    ResponderExcluir