sábado, 23 de agosto de 2014

Eu subo para baixo

Por baixo do sangue,
das veias imundas
Além da natureza morta
pregada na minha parede
Olhos diabólicos 
me encarando no espelho
Aquele rosto 
me sorrindo a catástrofe 
mais ornamental
Nossa engrenagem movida à barro
querendo ser concreta
Enquanto a vida se esfarinha
por não decidirmos pelo medo
ou a maldade
A destruição é diária,
o amor é em conta-gotas
A morte nos espreita 
com tamanho zelo
E até nos brinda com a sarjeta
Os espasmos de alegria,
o cotidiano não perdoa
Aí nos contempla com
doenças e morfinas
e fraldas e sondas
A fantasia, 
a rotina não deixa passar
Nos condena com depressão 
e suicídios quase que teatrais
Somos o rebanho 
mal ordenhados
orgulhosos 
poeticamente abatidos
Somos os versos 
preguiçosamente escritos
só para preencher algumas linhas 
de qualquer livro
Estou me tornando essa pessoa oca
querendo renascer numa escultura barroca
Eu sou o teu fim
decretando o meu começo.

8 comentários:

  1. eu e eu mesma. e quem disse que não é possível na nossa fantasia?

    dentrodabolh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Teu poema é imenso, abraça o mundo.
    Saudações

    ResponderExcluir
  3. Não ousarei deixar muitos elogios, deixo apenas o grito que suas palavras provocam em mim: DÓI

    ResponderExcluir
  4. Desconfortante, desamparador, real! Minhas piores e mais vivas angústias passam pelas linhas do seu poema.

    ResponderExcluir
  5. Sufocante, senti-me totalmente impotente diante de suas viscerais palavras.

    ResponderExcluir
  6. Sinto-me atordoado, como que atropelado por um caminhão. Seu verso em carne viva, navalha na carne. Um pesadelo bem real, nosso drama cotidiano que renegamos, fingimos que não existe. Mas, nos morde os calcanhares nas noites insones e de abandono. Somos.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Hellen.. denudou os versos com o lado um tanto sombrio que carregamos em nós..
    somos tudo pela metade..branco e preto estão em nós..
    mas temos sempre que equilibrar a balança e ficar no lado positivo..
    tenha um lindo dia

    ResponderExcluir